Dominica registra 30 mortes por passagem de furacão Maria

Segundo uma rádio local, 15 das 30 mortes aconteceram em Pointe Michel, ao sul de Roseau, capital do país

Roseau – Pelo menos 30 pessoas morreram na ilha de Dominica devido à passagem do poderoso furacão Maria nesta semana, informou nesta sexta-feira a emissora de rádio estatal “DBS”.

Segundo a emissora, 15 das 30 mortes aconteceram em Pointe Michel, ao sul de Roseau, capital do país.

O furacão Maria atravessou Dominica e deixou a ilha isolada, sem serviços de energia elétrica e água.

Uma ouvinte da rádio disse que Pointe Michel estava “devastada” e que 90% dos telhados foram arrancados pelos fortes ventos de Maria, que chegaram a 249 quilômetros por hora.

“Tudo está destruído em Dominica. Minha casa se foi, tudo desapareceu, meu talão de cheques, meu carro. Tenho um filho e tenho que pensar nele”, contou a mulher.

As autoridades ainda não puderam chegar a certas áreas da capital e hoje os esforços se concentraram em desbloquear a estrada que liga o aeroporto Douglas Charles à capital.

“O desastre é total”, disse o secretário-geral da Comunidade do Caribe (Caricom), Irwin La Rocque, natural de Dominica, à imprensa local.

“Vi imagens aéreas e não encontrem nem um só povoado intacto”, disse Rocque, que revelou que sua própria casa foi afetada pelo furacão.