Dois turistas americanos são sequestrados no Sinai egípcio

Os sequestradores anunciaram que os turistas só serão libertados em troca de um beduíno preso

Cairo – Beduínos sequestraram nesta sexta-feira dois turistas americanos e seu guia turístico egípcio na península do Sinai, e anunciaram que serão libertados em troca de um beduíno preso, indicou a polícia.

Os dois cidadãos americanos, um homem e uma mulher, foram sequestrados na península, onde circulavam em seu veículo.

Os beduínos exigem a libertação de um membro de sua tribo, atualmente detido, acrescentou a polícia.

Os sequestros se multiplicaram no ano passado no Sinai.

Em maio, dois turistas americanos foram sequestrados perto do balneário de Dahab, às margens do Mar Vermelho, e libertados menos de 24 horas depois de seu rapto.

Todos os sequestrados foram libertados sãos e salvos.

O Sinai, que conta com as estações balneárias mais lucrativas do país, é habitado em grande parte por beduínos marginalizados sob o regime de Hosni Mubarak. A insegurança na região aumentou de forma notável desde que ele renunciou, em fevereiro de 2011, pressionado por uma rebelião popular.