Dois terremotos atingem o Irã e deixam mais de 80 pessoas feridas

Segundo autoridades, 58 pessoas ficaram feridas no terremoto registrado nesta madrugada, e 29 no de ontem

Teerã – Mais de 80 pessoas ficaram feridas nos fortes terremotos que foram sentidos entre ontem e esta quarta-feira na província de Kerman, no sudeste do Irã, informaram os serviços de emergência local.

O diretor do Centro de Emergência de Kerman, Mohamad Saberi, citado pelos veículos de imprensa oficiais, indicou que 58 pessoas ficaram feridas por causa do terremoto registrado nesta madrugada, e 29 no de ontem.

Segundo o Centro Sismológico do Irã, o terremoto de hoje foi de magnitude 6,1 e teve seu epicentro a 10 quilômetros de profundidade na população de Heydak, da mesma forma que o tremor de 6,2 graus de terça-feira.

As autoridades locais decidiram fechar as escolas como medida de precaução e repartiram 150 tendas de campanha entre os afetados.

As casas mais afetadas por estes tremores são construções velhas que já haviam sido danificadas em outro tremor de 6,1 graus ocorrido em 1 de dezembro.

Os terremotos são frequentes no Irã e, concretamente, a região de Kerman foi palco em dezembro de 2003 de um muito letal que deixou mais de 31 mil mortos.

O terremoto mais grave dos últimos anos ocorreu em 12 de novembro, quando 620 pessoas morreram e mais de 12 mil ficaram feridas na província ocidental de Kermanshah.