Dois norte-coreanos desertam para Coreia do Sul pela fronteira marítima

Uma embarcação da marinha sul-coreana avistou hoje pela manhã o barco de madeira com os dois homens ao norte da ilha de Baengnyeong, no Mar Amarelo

Seul – Dois cidadãos norte-coreanos cruzaram, neste sábado, para a Coreia do Sul, em um pequeno bote através da fronteira marítima intercoreana, informaram as autoridades de Seul, no meio de uma reaproximação entre as duas Coreias.

Uma embarcação da marinha sul-coreana avistou hoje pela manhã o barco de madeira com os dois homens ao norte da ilha de Baengnyeong, no Mar Amarelo, no lado oeste da fronteira marítima entre os dois países, informaram fontes do Ministério da Defesa de Seul.

No início, as autoridades informaram por engano que um dos homens era um soldado norte-coreano. Só que mais tarde esse detalhe foi corrigido e confirmado se tratar de dois civis de aproximadamente 40 anos.

Ao serem resgatados, os dois norte-coreanos, que estão sob custódia enquanto são investigados pelos serviços de inteligência, afirmaram que sua intenção era desertar para a Coreia do Sul, informou a agência “Yonhap”.

A deserção acontece em uma etapa de aproximação entre as duas Coreias depois que o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o presidente sul-coreano, Moon jae-in, celebraram uma histórica cúpula na fronteira no final do mês passado.

O número de refugiados norte-coreanos na Coreia do Sul é de aproximadamente 30 mil, segundo dados do Ministério da Unificação de Seul, mas a imensa maioria as deserções aconteceram através da fronteira setentrional da Coreia do Norte com a China.