Dois mil estudantes marcham pela na educação no Chile

Os manifestantes, convocados pela Assembleia Coordenadora de Estudantes Secundários, reclamam melhorias na educacão secundária pública

Santiago – Cerca de dois mil estudantes secundários marcharam nesta quarta-feira pelo centro de Santiago para exigir melhorias no sistema de ensino público, durante um protesto que terminou com distúrbios.

Os manifestantes, convocados pela Assembleia Coordenadora de Estudantes Secundários, reclamam melhorias na educacão secundária pública, atualmente gestionada pelos municípios e que os estudantes querem que volte para as mãos do ministério.

Desde o ano passado, os estudantes chilenos convocaram mais de 40 marchas para exigir a reforma do atual sistema educativo, herdade da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).