DNA confirma suspeito como atirador na França

O DNA do suspeito detido desde quarta à noite pela polícia corresponde ao do autor dos recentes tiroteios na França, anunciou a Procuradoria de Paris

Paris – O DNA do suspeito detido desde esta quarta-feira à noite pela polícia corresponde ao do autor dos recentes tiroteios na França, anunciou a Procuradoria de Paris.

“É o atirador”, confirmou uma fonte ligada à investigação.

O suspeito foi identificado como Abdelhakim Dekhar, condenado a quatro anos de prisão em 1998 por cumplicidade em um caso de assassinato múltiplo, de acordo com fontes policiais.

Seu DNA corresponde à amostra encontrada no jornal “Libération” e no bairro financeiro de La Défense, dois dos locais alvejados pelo suspeito.

Ele foi localizado às 19h (16h de Brasília), em um estacionamento subterrâneo de Bois-Colombes, acrescentou a Procuradoria da capital francesa.

Os policiais encontraram-no dentro de um veículo nesse estacionamento público de um prédio residencial perto da via férrea.

O homem foi identificado por uma testemunha que foi até a delegacia de Courbevoie, na periferia parisiense. Segundo uma fonte ligada ao caso, foi esse homem, que hospedava o suspeito em sua casa, que entrou em contato com a polícia.

“[Abdelhakim Dekhar] teria dito a ele, falando do caso do atirador: ‘fiz uma besteira'”, acrescentou a fonte.

Dekhar, de 52, não estava em condições de depor e foi levado para um hospital de Paris, onde é mantido sob custódia.

“Foi evacuado pelos serviços de socorro”, disse aos jornalistas o prefeito de Bois-Colombes, no noroeste de Paris, em frente ao estacionamento onde o suspeito foi detido.

Segundo a polícia, Dekhar foi encontrado em “estado semi-inconsciente, sem dúvida após ter tomado medicamentos, o que leva a pensar em uma tentativa de suicídio”.

Ele é primeiro suspeito a ser detido desde o início da busca do atirador de sexta-feira passada, que atacou a sede da emissora de televisão BFMTV.