Discurso nacionalista de Trump é ovacionado em cerimônia de posse

Em resumo, o 45º presidente dos Estados Unidos prometeu colocar o interesse do país sempre em primeiro lugar

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um discurso com tom nacionalista nesta sexta-feira, prometendo colocar o interesse do país sempre em primeiro lugar e foi ovacionado pela multidão que assistiu sua cerimônia, que aplaudia fortemente a cada frase aos gritos de “USA, USA”.

Logo que Trump começou a discursar, uma chuva fina começou a cair em Washington, mas não esfriou o ânimo de seus admiradores. O discurso não trouxe novidades em termos de medidas que planeja tomar em seu governo, mas Trump voltou a prometer criar empregos nos país, principalmente trazendo aqueles que foram exportados para o exterior.

“De hoje em diante, uma nova visão vai governar nosso país. Vai ser sempre a América primeiro”, disse Trump.

O republicano ressaltou que cada decisão sobre imigração, relações externas e tarifas sempre vai ser tomada pensando primeiro nos interesses dos EUA.

“A América vai começar a ganhar de novo, como nunca antes. Vamos trazer de volta nosso trabalho, nossas fronteiras, nosso patrimônio e nossos sonhos.”

Trump prometeu no discurso investir em infraestrutura, para construir novas estradas, rodovias e aeroportos. “Vamos pôr as pessoas de volta para trabalhar.”

Segundo o novo presidente, a política dos EUA vai seguir dois princípios básicos: compre produtos americanos, contrate trabalhadores americanos. O republicano disse que vai entender se outros países colocarem o interesse deles primeiro e prometeu não impor a outras nações o estilo americano.

Um dos momentos em que Trump mais foi aplaudido foi quando afirmou que quer “erradicar o terrorismo islâmico da face da terra”.

Ele disse que nos últimos anos os EUA se empenharam em proteger a fronteira de outros países e o país acabou esquecendo de proteger a sua própria. “Quando a América é unida, é totalmente imparável”, afirmou ele.

“Precisamos pensar grande e sonhar grande”, disse Trump, ressaltando que é necessário não aceitar mais políticos que falam demais e fazem pouco. “O período da fala vazia acabou.”

O republicano ressaltou algumas vezes durante seu discurso que fará a economia dos EUA prosperar e que os cidadãos do país, sobretudo os que viram sua condição de renda piorar “nunca serão ignorados novamente”.

“Estamos devolvendo Washington de volta para vocês”, disse ele, arrancando aplausos da plateia. “Dia 20 de janeiro de 2017 será lembrado como o dia em que o povo se tornou o governante dessa nação novamente.”