Diretora-gerente do FMI é processada na França

O Ministério Público já pediu sua demissão, mas a comissão de instrução decidiu não seguir a recomendação, de acordo com a fonte

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, será processada no Tribunal de Justiça da República na França por seu papel em uma controversa arbitragem em 2008, quando era ministra, que beneficiou o empresário Bernard Tapie, informou uma fonte judicial à AFP.

Lagarde havia sido interrogada, acusada de negligência no caso.

O Ministério Público já pediu sua demissão, mas a comissão de instrução decidiu não seguir a recomendação, de acordo com a fonte.

Logo após a divulgação do processo, o Fundo Monetário Internacional (FMI) confirmou sua confiança em Christine Lagarde.

O Conselho de Administração do FMI, que representa seus 188 Estados-membros, “continua confiando na capacidade da diretora-gerente para assumir eficazmente suas funções”, disse um porta-voz da instituição.