Diretora de notícias da BBC e seu vice renunciam

A assessoria de imprensa da BBC informou à AFP que não podia confirmar as informações, divulgadas tanto no canal BBC News quanto em seu rival Sky News

Londres – A diretora de notícias da BBC, Helen Boaden, e seu vice, Stephen Mitchell, renunciaram a seus cargos devido ao escândalo de pedofilia envolvendo o falecido apresentador Jimmy Savile e a informações divulgadas que acusavam injustamente um político de abuso de crianças, segundo informações divulgadas pela imprensa nesta segunda-feira.

A assessoria de imprensa da BBC informou à AFP que não podia confirmar as informações, divulgadas tanto no canal BBC News quanto em seu rival Sky News, mas um anúncio é esperado nas próximas horas.

O novo diretor-geral da emissora pública Tim Davie, que assumiu o cargo após a dramática renúncia de George Entwistle no sábado à noite, deverá publicar seu plano para conter a crise nesta segunda-feira.

De acordo com nota da BBC, Boaden e Mitchell foram afastados de seus cargos até que o motivo do programa Newsnight ter cancelado uma matéria sobre o abuso de crianças por Savile seja investigado.

Há rumores de que a reportagem do Newsnight foi cancelada por entrar em conflito com um programa em homenagem a Savile, até então uma grande estrela da BBC que morreu em outubro de 2011.

O inquérito está sendo conduzido por Nick Pollard, ex-diretor da Sky News.

Alegações de que Savile teria abusado de até 300 crianças num período de 40 anos, inclusive quando trabalhava na BBC, mergulharam a emissora numa crise.

Os problemas da BBC se agravaram quando o Newsnight, um dos programas mais importantes, foi forçado a admitir na sexta-feira que uma reportagem acusando uma conhecida figura política de abuso de menores era falsa.

Entwistle renunciou no sábado após somente 54 dias como diretor-geral, depois de assumir a responsabilidade pela reportagem do Newsnight.