Diretor da Segurança de Benghazi é assassinado com 3 tiros

Faray al Darsi foi morto por homens armados em frente à sua casa

Trípoli – O diretor da Segurança Nacional de Benghazi, Faray al Darsi, foi assassinado ontem à noite por um grupo de homens armados, informou à Agência Efe o Escritório de Operações de Segurança desta cidade líbia, a segunda mais importante do país.

Segundo as fontes, Darsi foi baleado por volta da meia noite (local) em frente a sua casa, situada no bairro Al Sabri. O diretor de Segurança Nacional de Benghazi ainda foi socorrido e lavado ao hospital, onde morreu pouco tempo depois.

Darsi, que foi atingido por três tiros, foi surpreendido por homens armados quando retornava a sua casa.

O responsável líbio, que tinha saído ileso de um atentado anterior, foi designado diretor da Segurança Nacional de Benghazi no último mês de setembro, quando morreu o embaixador dos EUA e outros três funcionários norte-americanos após o ataque contra o consulado americano.

Depois do citado ataque, os responsáveis pela segurança da cidade foram todos substituídos, segundo fontes do Ministério do Interior.

Fontes de segurança comentaram que Darsi tinha realizado recentemente uma campanha na imprensa local a favor do desarmamento e denunciou a suposta implicação de importantes personalidades no tráfico de drogas.

Desde o último mês de agosto, vários responsáveis de segurança foram assassinados nesta cidade do leste de Líbia, onde as autoridades estão tendo grandes dificuldades para impor a segurança.