Dilma julga aceitáveis explicações sobre apagão no Nordeste

Dilma voltou a cobrar, porém, a necessidade de que toda a rede tenha proteção e seja frequentemente conferida

Brasília – A presidente Dilma Rousseff ouviu nesta quinta-feira do ministro interino de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, os últimos esclarecimentos sobre o apagão que deixou parte do Norte e Nordeste sem luz por mais de quatro horas na semana passada. As explicações de que houve falha humana e falha de controle do sistema foram consideradas “aceitáveis” pela presidente. Dilma voltou a cobrar, porém, a necessidade de que toda a rede tenha proteção e seja frequentemente conferida para evitar que problemas graves como esses se repitam.

O Planalto entende que a empresa responsável deveria ter sido multada, pois cometeu uma falha grave, a de não acionar um sistema de proteção, o que desencadeou o apagão. O fato de o protocolo para essas ocasiões ter sido desrespeitado demonstra que o sistema precisa ser aperfeiçoado. E é isso que a presidente está cobrando de todas as áreas.

Durante a semana, Dilma cobrou explicações e providências detalhadas para tudo o que estava sendo feito no setor. Para a presidente, é inadmissível não haver proteção ou não se conferir se as proteções estão em pleno funcionamento. Para ela, a população não pode continuar sofrendo com os apagões, porque o governo está empenhado e fazendo os investimentos necessários para evitar problemas.