Dilma elogia cooperação entre EUA e Cuba

"Trata-se de decisão histórica e corajosa, que abre possibilidades de cooperação entre os dois países", diz nota

Brasília – Dilma disse nesta quinta-feira ao vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que está satisfeita com o início do processo de normalização das relações entre o país e Cuba, ressaltando que terá impacto favorável em toda a América Latina, revelou hoje a Secretaria de Comunicação Social.

“De acordo com a Presidenta, trata-se de decisão “histórica e corajosa”, que abre possibilidades de cooperação entre os dois países, com impacto muito favorável em toda a América Latina, como se poderá constatar na próxima Cúpula das América, em abril próximo”, diz nota.

Ainda de acordo com o texto, Dilma e Biden reafirmaram o interesse de Brasil e Estados Unidos em tornar mais dinâmico o comércio bilateral, assim como a cooperação nas áreas de inovação, ciência e tecnologia e educação.

“Assinalaram ainda o compromisso em dar seguimento às tratativas para viabilizar, oportunamente, uma visita de Estado da mandatária brasileira aos Estados Unidos”, revelou a Secretaria de Comunicação.

O encontro de ontem durou cerca de uma hora, nele, “Dilma Rousseff agradeceu a presença de Joe Biden nas cerimônias de posse e disse que a visita constituiu um sinal da amizade entre Brasil e Estados Unidos”.

As relações entre os dois países ficaram estremecidas em 2013, com as denúncias de espionagem feitas pelo ex-analista da NSA (Agência de Segurança Nacional, em tradução livre), Edward Snowden, o que fez a presidente brasileira cancelar viagem aos EUA.