Dezenas morrem na onda de frio na Rússia e Ucrânia

As temperaturas na Sibéria se aproximam dos 50 graus centígrados abaixo de zero

Moscou – Uma onda de frio provocou a morte de dezenas de pessoas na Ucrânia e Rússia, onde as temperaturas na Sibéria se aproximam dos 50 graus centígrados abaixo de zero, segundo fontes oficiais e a imprensa.

Na Ucrânia, 19 pessoas morreram de frio nas últimas 24 horas, em meio a temperaturas de -20º C, elevando a 37 mortos o balanço neste país desde o início do mês, segundo o ministério da Saúde.

Na Rússia, seis pessosa morreram nas últimas 24 horas e 103 foram hospitalizadas com problemas de hipotermia, segundo a agência pública Ria Novosti.

As temperaturas estão em queda livre na Rússia desde a semana passada. Em Moscou, marcou -19ª C nesta terça, mas em Novossibirsk, Tomsk, Omsk e Barnaul, principais cidade da Sibéria Ocidental, as temperaturas caíram na noite de segunda-feira a -47°, segundo o Centro meteorológico russo.

Mais frio ainda faz em Magadan, extremo oriente russo, onde a temperatura mínima caiu durante a noite a -51°.

As aulas foram suspensas devido ao frio.