Deve ser criado grupo especial para investigar “arapongas”

A Câmara Legislativa criou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar escutas ilegais no fim do mês passado

Brasília – O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, deve assinar ainda hoje (9) um decreto criando um grupo especial para investigar escutas ilegais feitas por “arapongas” no DF. Segundo o porta-voz do Governo do DF (GDF), Ugo Braga, esse grupo deverá será coordenado pelo diretor da Polícia Civil do DF, delegado Jorge Luiz Xavier, e deverá contar com quatro delegados da polícia civil.

Ontem (8), o líder do PT na Câmara Legislativa, deputado Chico Vigilante, havia feito o anúncio de que esse grupo seria criado.

A Câmara Legislativa criou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar escutas ilegais no fim do mês passado. No início dessa semana os nomes para compor a comissão foram indicados. Os cinco titulares da comissão são Chico Vigilante (PT), Luzia de Paula (PPS), Celina Leão (PSD), Siqueira Campos (PSC) e Cristiano Araújo (PTB), que terão agora que decidir quem será o relator e o presidente da Comissão e 180 dias para concluir os trabalhos.