Detido o principal chefe da máfia da Camorra

Michele Zagaria é o chefe do clã 'Casaleses', o mais poderoso e impiedoso da máfia napolitana

Roma – A Polícia italiana deteve nesta quarta-feira Michele Zagaria, o chefe do clã ‘Casaleses’, o mais poderoso e impiedoso da Camorra, a máfia napolitana, e um dos mais procurados pela Justiça.

Foragido desde 1995 e condenado à prisão perpétua por associação à máfia, homicídio, posse ilegal de armas e extorsão, o mafioso foi localizado em um esconderijo escavado sob uma casa na cidade de Casapesenna, na província de Caserta (sul da Itália).

Os policiais cercaram o local onde Zagaria estava foragido, mas tiveram que perfurar cerca de cinco metros de concreto armado para chegar ao refúgio que tinha construído.

Após sua detenção, o mafioso foi imediatamente encaminhado a Nápoles, em meio a fortes medidas de segurança.

Em agosto de 2000, foi emitida uma ordem de busca e captura internacional do criminoso, visto que as autoridades suspeitavam que tivesse fugido para o exterior.

Michele Zagaria, de 53 anos, era considerado o último ‘capo’ do clã dos Casaleses, após a detenção em novembro de 2010 de Antonio Iovine e dos anteriores chefes Nicola Schiavone, detido em junho de 2010, e do pai deste último, Francesco Schiavone, que está preso desde 1998.

O ex-ministro do Interior italiano Roberto Maroni considerou Zagaria, ao lado do chefe da Cosa Nostra, a máfia siciliana, Matteo Messina Denaro, os dois homens mais procurados do país.

Segundo a imprensa, após ser localizado pela polícia italiana, o mafioso falou com ironia: ‘Vocês ganharam. O Estado ganhou’.

De seu esconderijo, Zagaria continuava coordenando as atividades ilegais do clã Casaleses, o mais poderoso da Camorra e tema principal do best-seller ‘Gomorra’, do escritor italiano Roberto Saviano.

‘É um grande resultado, fruto de um longo e duro trabalho. Zagaria era o chefe mais ativo do clã Casaleses, continuava se infiltrando com suas atividades criminosas no norte da Itália e sua captura ocorreu graças a uma investigação particular’, explicou o procurador-chefe de Nápoles, Giovandomenico Lepore.

Apelidado de ‘Capastorta’, Zagaria também era conhecido como ‘rei do cimento’, pois era especializado em conseguir ilegalmente contratos no setor da construção em várias regiões da Itália.

Em 15 de junho de 2010, o Supremo confirmou a condenação à prisão perpétua por associação à máfia no processo ‘Spartacus’, no qual foram julgados 114 membros dos Casaleses.

Já em 13 de outubro de 2010, também foi condenado em primeira instância à mesma pena pelo assassinato de um de seus rivais, Pasquale Piccolo, em 1988.