Descarrilamento de trem deixa 5 mortos e 65 feridos nos EUA

Seis dos feridos se encontram em estado crítico

Washington – Pelo menos cinco pessoas morreram e outras 65 ficaram feridas, seis delas em estado crítico, após o descarrilamento de um trem de passageiros nesta terça-feira na Filadélfia, nos Estados Unidos, quando o mesmo fazia o trajeto entre Washington e Nova York, informou o prefeito da cidade, Michael Nutter.

Em entrevista coletiva, o prefeito disse que as causas do acidente ainda são desconhecidas e explicou que alguns vagões estão “completamente virados”. Além disso, alertou que os agentes dos serviços de emergência continuam as buscas por possíveis vítimas no interior do trem, por isso fez questão de frisar que todos os números são “provisórios”.

O descarrilamento aconteceu por volta das 21h20 locais (22h20 de Brasília), e a Junta Nacional de Segurança do Transporte (NTSB, sigla em inglês) já deu início às investigações.

O trem levava 238 passageiros e cinco membros da tripulação quando entre oito e dez de seus vagões descarrilaram no trecho de Port Richmond, na Filadélfia, segundo as autoridades.

O acidente aconteceu próximo de um trecho no qual as vias realizam uma curva, mas se desconhece se isto teve algum envolvimento ou não no ocorrido.

O acidente, do qual o FBI já descartou se tratar de um ato terrorista, mobilizou 120 agentes do corpo de bombeiros e 200 policiais.

Por sua vez, a operadora ferroviária Amtrak cancelou toda circulação de trens entre Filadélfia e Nova York.

“Viajávamos tranquilamente e, de repente, estávamos batendo contra a parede”, disse à emissora “NBC” Don Kelleher, um dos passageiros.

Alguns dos passageiros escalaram até em cima dos vagões tombados e abandonaram o trem com seus próprios pés, enquanto os bombeiros tiveram que tirar deles ao resto de passageiros.

Algumas pessoas conseguiram sair sozinhas dos vagões virados, enquanto os bombeiros tiveram que retirar o restante dos passageiros, muitos deles feridos.

Tom Wolf, governador da Pensilvânia (estado em que fica a Filadélfia), garantiu que está em contato com as autoridades locais e que está “acompanhando” a situação de perto.

O acidente ferroviário desta terça-feira na Filadélfia é o segundo mais grave ocorrido nos Estados Unidos neste ano. Em fevereiro, sete pessoas morreram e outras 12 ficaram feridas quando uma composição colidiu com um carro em uma passagem de nível em Valhalla, localidade que fica ao norte de Nova York.

Espera-se que nesta quarta-feira, às 11h locais (12h de Brasília) as autoridades da Filadélfia ofereçam uma nova entrevista coletiva com as últimas informações sobre o acidente e sobre as investigações.