Desacordos na Opep; ameaças de Erdogan…

Desacordos na Opep

A Arábia Saudita afirmou que não vai participar de uma reunião na segunda-feira 28 entre países-membros e não membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). O intuito da reunião é trazer a contribuição de países de fora da Opep para a reunião oficial do cartel, que será na quarta-feira 30 e decidirá sobre a imposição de um limite à produção de petróleo, na tentativa de reduzir a oferta e aumentar os preços. Mas o governo saudita avalia que a Opep deve primeiro decidir sobre os detalhes do acordo para depois apresentar o plano aos não membros. A indefinição fez o preço do barril cair 2% nesta sexta-feira, sendo cotado em menos de 47 dólares. 

As ameaças de Erdogan

Um dia depois de o Parlamento Europeu publicar uma resolução aconselhando a paralisação no processo de entrada da Turquia na União Europeia, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, ameaçou abrir a fronteira turca para que 3 milhões de refugiados, hoje em território turco, adentrem a Europa Ocidental. “Se vocês forem mais longe, esses portões fronteiriços serão abertos”, disse. Os parlamentares europeus criticam o endurecimento do regime de Erdogan após o golpe militar sofrido pelo governo turco em julho. 

J&J vai às compras 

A empresa de cuidados de saúde Johnson & Johnson confirmou que está em conversas preliminares para adquirir a suíça Actelion, maior empresa de biotecnologia da Europa. Nos últimos dias, o mercado já especulava que a J&J estava trabalhando numa proposta, mas a oferta ainda não foi apresentada. Com a notícia, as ações da Actelion subiram 17%, dando à companhia um valor de mercado de 19,6 bilhões de dólares. 

Supercomputador japonês

O Japão quer investir 173 milhões de dólares na construção do computador mais rápido do mundo, com capacidade de fazer 130 quadrilhões de cálculos por segundo. O objetivo do governo é alugar o equipamento e sua capacidade de processamento de dados a que empresas do país para que possam desenvolver soluções em inteligência artificial, robótica, diagnósticos médicos e outras tecnologias. 

Mais carros elétricos

A montadora de carros de luxo Daimler planeja investir 10 bilhões de euros na construção de veículos elétricos. O objetivo da empresa alemã é lançar pelo menos seis modelos até 2025. O desenvolvimento de carros elétricos também é a menina dos olhos de outra montadora alemã, a Volkswagen — que compete com a Daimler no segmento de carros de luxo com os modelos da marca Audi.

Furacão Otto

Autoridades informaram que pelo menos nove pessoas morreram após a passagem do furacão Otto por Nicarágua e Costa Rica, que durou 16 horas na quinta-feira. No mesmo dia, um terremoto de magnitude 7,2 graus na escala Richter também atingiu a região, e um alerta de tsunami chegou a ser emitido. O presidente da Costa Rica, Luis Guilhermo Solís, disse que o número de desaparecidos ainda não é certo. Na Nicarágua, o governo tenta remover pelo menos 7.000 pessoas de áreas de risco. 

Hospital bombardeado

No dia internacional do fim da violência contra a mulher, um hospital ginecológico feminino foi alvo de um bombardeio nas proximidades da cidade de Alepo, na Síria, que vem sendo alvo de constantes ataques do governo do presidente Bashar al-Assad, com apoio dos russos. Três pessoas foram mortas e grande parte do hospital ficou inutilizado. O Ocidente acusa a Rússia e a Síria pelo atentado, mas Damasco e Moscou afirmam que seus ataques só têm militantes como alvo.