Deputados rejeitam projeto de soberania da Catalunha

O parlamento da Espanha aprovou com grande maioria uma moção que rejeita o plano de defesa da soberania da Catalunha

Madri – O parlamento da Espanha aprovou nesta quinta-feira com grande maioria uma moção que rejeita o plano de defesa da soberania da Catalunha, região no nordeste da Espanha, e pediu que o governo utilize os instrumentos da Constituição para garantir o cumprimento da legalidade.

A proposta, apresentada pelo partido de centro UPyD, foi apoiada pelo Partido Popular (PP, centro-direita, governo) e o PSOE (socialistas e principal partido da oposição), e teve a oposição da Esquerda Plural e dos partidos nacionalistas.

Em dezembro, vários partidos nacionalistas da Catalunha registraram no parlamento espanhol uma solicitação para que o Executivo regional (CiU, centro-direita) pudesse convocar um referendo sobre o futuro político do território, para que a população decidir se quer formar um Estado independente.

O governo catalão quer que a consulta seja feita em novembro de 2014, mas tanto o governo espanhol, do PP, como o principal partido da oposição, os socialistas (PSOE) se opõem a esta consulta, por considerar que é inconstitucional.

Na segunda-feira as patronais empresariais espanhola e da Catalunha se recusaram a se envolver no atual debate promovido por nacionalistas dessa região sobre a hipótese de decidir uma eventual separação do Estado espanhol.

A Catalunha, com 7,5 milhões de habitantes é responsável por cerca de 18% do PIB espanhol e é uma das regiões mais ricas da Espanha.