Depois de Fukushima, capacidade nuclear mundial cairá 15% até 2035

A conclusão é da Aiea que divulgou relatório nesta quarta-feira

Paris -As capacidades mundiais de produção nuclear podem cair 15% até 2035 depois da catástrofe de Fukushima no Japão, em março passsado, afirma a Agência Internacional de Energia (Aiea) em seu relatório anual publicado nesta quarta-feira.

Essas capacidades cairiam de 393 gigawatts no final de 2010 a 335 gigawatts em 2035, segundo um cenário específico elaborado pela AIE, que leva em conta a decisão de alguns países de reduzir sua produção elétrica de origem nuclear depois do acidente da central nuclear japonesa.