Depardieu recebe passaporte russo e se reúne com Putin

Putin concedeu a cidadania russa a Gérard Depardieu, que quer sair da França e devolver seu passaporte francês para não pagar impostos que considera muito elevados.

O ator de cinema francês Gérard Depardieu recebeu seu passaporte russo e se reuniu brevemente com Vladimir Putin, anunciou neste domingo um porta-voz do presidente russo.

Depardieu “recebeu seu passaporte”, declarou à AFP o porta-voz do presidente, Dimitri Peskov.

No entanto, Putin não entregou pessoalmente o documento ao ator durante uma breve reunião entre ambos, no sábado na residência presidencial de Sochi, às margens do Mar Negro, disse Peskov.

Quando foi perguntado se Depardieu havia recebido o passaporte diretamente de Putin, o porta-voz disse que não. “Houve uma breve reunião”, afirmou, sem fornecer mais detalhes.

“O ator encontra-se na Rússia em visita privada”, indicou o Kremlin em um comunicado.

A rede de televisão russa divulgou imagens de um abraço entre Depardieu e Putin, e depois dos dois homens sentados diante de uma mesa na residência presidencial.

Vestido com uma camisa branca e um paletó escuro, o ator perguntou ao presidente se havia visto um filme, uma co-produção franco-russa, na qual ele interpreta Rasputin.

“Viu meu filme? Enviei-o para você”, perguntou Depardieu a Putin.

Putin concedeu a cidadania russa a Gérard Depardieu, que quer sair da França e devolver seu passaporte francês para não pagar impostos que considera muito elevados.

Pouco depois do anúncio do presidente russo, o ator comemorou e agradeceu este gesto em uma carta na qual expressava seu amor pela Rússia e por Putin.

Na carta também elogiava a democracia no país, o que desencadeou muitas críticas na Rússia e no exterior.

Depardieu, muito famoso na Rússia, aparece com frequência em anúncios no país, como o de um banco ou de uma marca de ketchup.

Na Rússia, o imposto sobre a renda é de 13% para todos os contribuintes.