Debate esquenta a 6 dias do segundo turno colombiano

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, que disputa a reeleição, e o candidato Óscar Iván Zuluaga voltaram a se encontrar nesta segunda-feira

Bogotá – O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, que disputa a reeleição, e o candidato Óscar Iván Zuluaga voltaram a se encontrar na noite desta segunda-feira, durante um acalorado debate a seis dias do segundo turno das eleições.

Enquanto Santos defendeu a necessidade de prosseguir com as negociações de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que acontecem desde novembro de 2012 em Havana, Zuluaga reiterou sua intenção de impor maiores exigências para a guerrilha mais antiga da América Latina.

Zuluaga disse que pretende prosseguir com as negociações de paz apenas se as Farc ordenarem uma trégua unilateral e o cessar do recrutamento de menores, entre outras condições.

A economia também dominou este segundo debate, organizado pelo jornal El Tiempo e a W radio.

Zuluaga atacou Santos pelas greves dos camponeses dos últimos meses em busca de melhores de condições para o agronegócio diante da entrada em vigor do Tratados de Livre Comércio com os Estados Unidos e a União Europeia.

Santos, por sua parte, destacou que há 40 anos defende o setor cafeeiro e acusou Zuluaga, ex-ministro da Fazenda do presidente Alvaro Uribe, de ter conduzido uma economia excludente, onde dava vantagem aos mais ricos e multinacionais às custas dos mais pobres.

Santos e Zuluaga se enfrentarão nas urnas no próximo domingo.