DaimlerChrysler diz ter potenciais compradores para Chrysler

Venda de divisão deficitária é pedido dos acionistas

O presidente da DaimlerChrysler, Dieter Zetsche, confirmou nesta quarta-feira (4/4) que a companhia está negociando o futuro da sua divisão Chrysler com “potenciais parceiros”, sem citar nomes dos interessados. Os acionistas da empresa têm pedido a venda da área deficitária, que pode valer entre 5 bilhões e 9 bilhões de dólares, segundo analistas.

“Eu posso confirmar que estamos conversando com alguns potenciais parceiros, que já mostraram um claro interesse”, afirmou Zetsche, em um discurso durante o encontro anual da montadora. “Mas também é verdade que precisamos considerar todas as opções e que eu não posso revelar nenhum detalhe, porque precisamos ter o máximo de espaço para manobras”, disse, segundo o americano The Wall Street Journal.

Acredita-se que a primeira rodada de ofertas tenha acontecido na semana passada, e fundos de private equity estão entre os candidatos considerados mais prováveis. No mercado, especula-se que Cerberus Capital Management LP, Blackstone Group e Centerbridge Partners estariam na briga, além do fornecedor de peças canadense Magna International.

Representantes sindicais se opõem à venda a um investidor de private equity, por conta do temor de que haja novas demissões e perda de benefícios – já foram anunciados o corte de 13 mil empregos e a redução da capacidade de produção em 400 mil unidades. Esse seria o plano da montadora para reverter os maus resultados da Chrysler, que registrou perda de 1,5 bilhão de dólares em 2006 nos Estados Unidos, até 2008.