Curdos recuperam controle de 50 povos na periferia de Kobani

Em comunicado, as Unidades de Proteção do Povo informaram hoje que durante o dia de ontem suas forças lançaram várias operações ao sul e ao leste da cidade

Beirute – As forças curdas recuperaram o controle de 50 povos na periferia do enclave curdo-sírio de Kobani, fronteiriço com a Turquia, durante os últimos nove dias, informou nesta quarta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Segundo a ONG, as Unidades de Proteção do Povo – milícias curdas sírias – prosseguem seu avanço frente aos combatentes do grupo radical Estado Islâmico (EI) pelos arredores de Kobani, sem que os extremistas estejam apresentando resistência alguma.

No último dia 26, os soldados curdos expulsaram totalmente do interior de Kobani os radicais.

Em comunicado em seu site, as Unidades de Proteção do Povo informaram hoje que durante o dia de ontem suas forças lançaram várias operações ao sul e ao leste da cidade, onde recuperaram o controle de várias localidades e arrebataram armamento dos extremistas.

O EI iniciou em 16 de setembro uma ofensiva para tomar o controle de Kobani, localizada no norte da província setentrional síria de Aleppo.

Durante as primeiras semanas, avançaram rapidamente e tomaram mais de 100 povos de sua periferia, além de invadir a cidade, onde conquistaram com mais da metade de sua superfície.

A situação foi revertida com a entrada, no final de outubro, de “peshmergas”, forças do Curdistão do Iraque, que foram defender a população com armas pesadas.

A combinação dos bombardeios da coalizão internacional, liderada pelos EUA, contra alvos do EI em Kobani e os ataques com armamento pesado dos soldados curdos conseguiram mudar o equilíbrio de forças no terreno.

Kobani é um dos três principais enclaves curdos da Síria, junto a Afrin, em Aleppo, e Al Jazeera, em Al Hasaka (nordeste).