Cúpula do Taj Mahal vai passar por limpeza

Objetivo é eliminar a camada amarelada que cobre o local, provocada pela poluição, anunciaram autoridades indianas

A enorme cúpula de mármore branco do emblemático mausoléu Taj Mahal passará por uma limpeza no próximo ano, para eliminar a camada amarelada que cobre o local, provocada pela poluição, anunciaram autoridades indianas.

A reforma, parte de um programa de obras iniciado no ano passado, pode demorar até seis meses e pretende devolver a este famoso monumento o brilho original de seu mármore branco.

Apesar das medidas adotadas nos arredores do Taj Mahal, a poluição o deixa amarelado. A qualidade do ar na Índia é uma das piores do mundo.

O monumento, que atrai a cada ano milhões de visitantes de todo o mundo, será cercado por andaimes em 2017.

“A renovação da cúpula é parte do processo de limpeza que está acontecendo atualmente na parede do mausoléu principal do Taj”, declarou Bhuvan Vikram, da Archeological Survey of India (ASI).

Com a técnica, a superfície é coberta com madeira, os técnicos deixam secar para que a madeira absorva a impurezas e esta é retirada posteriormente para que depois o mármore seja esfregado suavemente com escovas e água destilada.

As autoridades não divulgaram o período das obras na cúpula, mas de acordo com o jornal Times of India, estas podem durar até seis meses.

O Taj Mahal foi construído por ordens do imperador mogol Shah Jahan, que queria oferecer uma suntuoso último lar para sua amada esposa, Mumtaz Mahal, que faleceu ao dar à luz em 1631.