CTBTO espera que cúpula seja base para desnuclearizar a Coreia do Norte

A organização disse que espera que cúpula entre Kim e Trump dê a base para avançar para uma desnuclearização verificável da península coreana

Viena – A Organização do Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares (CTBTO) qualificou nesta terça-feira a cúpula de Singapura entre os líderes de Estados Unidos e Coreia do Norte como “um passo realmente significativo para a paz e estabilidade internacional”.

“Espero que a cúpula de hoje (entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un) nos dê a base para avançar para uma desnuclearização verificável da península coreana”, disse o secretário-executivo da CTBTO, Lassina Zerbo, em comunicado emitido em Viena.

A CTBTO é uma organização autônoma da ONU, com sede na capital austríaca, que controla com uma rede global de estações a medição para que nenhum país realize testes nucleares.

No caso da Coreia do Norte, os analistas do CTBTO detectaram e confirmaram em questão de minutos os seis testes realizados no país desde 2006.

“Dou as boas-vindas à cúpula histórica entre os EUA e a Coreia do Norte em Singapura. Este diálogo positivo e direto deve ser destacado como um passo realmente significativo para a paz e estabilidade internacional”, acrescentou Zerbo.

“Caso seja convidada, a CTBTO, dentro de sua alçada, apoiará qualquer atividade de verificação para um fechamento permanente do local de testes nucleares em Punggye-ri”, concluiu o secretário-executivo no comunicado.

O tratado da CTBTO foi lançado em 1996, mas ainda não entrou em vigor por conta da falta de ratificações de alguns países com grandes programas nucleares, como EUA, China, Irã, Israel, Índia, Paquistão e Coreia do Norte.