Cruz Vermelha confirma sequestro de 6 empregados na Síria

A equipe foi capturada hoje às 11h30 locais (5h30 de Brasília) em zona controlada por rebeldes na estrada que une as localidades de Sermin e Saraqeb

Cairo – O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) confirmou neste domingo o sequestro de seis de seus empregados no norte da Síria por um grupo armado desconhecido, afirmou à Agência Efe uma porta-voz do organismo no país, Rima Kamal.

A equipe foi capturada hoje às 11h30 locais (5h30 de Brasília) em uma zona controlada por rebeldes na estrada que une as localidades de Sermin e Saraqeb, na província setentrional de Idlib, disse Kamal.

A porta-voz explicou que nesta manhã perderam o contato com os membros da equipe, formada por sírios e médicos estrangeiros, mas não quis informar a nacionalidade destes últimos.

Os trabalhadores do CICV se transferiram na quinta-feira passada a Idlib para avaliar a situação sanitária na região e pretendiam dirigir-se hoje a Damasco.

Por sua parte, a agência oficial de notícias síria ‘Sana’ informou hoje que um suposto grupo terrorista abriu fogo contra o veículo no qual se deslocava a equipe da Cruz Vermelha na citada estrada de Idlib, que, em seguida, foi sequestrada.

A Síria é cenário diário de sequestros e roubos, que se multiplicaram desde que explodiu em março de 2011 o conflito entre partidários e opositores do presidente Bashar al Assad, que derivou em uma sangrenta guerra civil com mais de 100 mil mortes, segundo dados da ONU. EFE