Cristina tem pós-operatório normal e deve manter repouso

A cirurgia feita pela presidente argentina completou 15 dias

Buenos Aires – A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, passa por um “pós-operatório normal” após a cirurgia que fez há 15 dias e deverá manter repouso, segundo o relatório médico divulgado após uma revisão feita nesta quarta-feira em um hospital de Buenos Aires.

A governante esteve na Fundação Favaloro, onde foi internada no último dia 8 devido a uma lesão vascular, para realizar as revisões previstas após a cirurgia e ser submetida a uma tomografia computadorizada.

“A presidente está muito bem”, afirmou o secretário de Comunicação Pública, Alfredo Scoccimarro.

O comunicado oficial divulgado após a revisão ressaltou que Cristina passa por “um pós-operatório normal” e “não apresenta sintomas cardiovasculares”, mas também revelou detalhes desconhecidos até agora sobre a evolução da saúde da presidente.

Cristina “continuará em repouso por até 30 dias após a cirurgia, passando por novas avaliações ocasionalmente. Ela pode fazer caminhadas, mas não exercícios que necessitem de muito esforço físico e deverá evitar o estresse”, acrescentou o relatório.

“Na residência presidencial foram retirados os pontos de sutura”, explicou o comunicado oficial, que ressaltou que a tomografia de hoje confirmou “uma evolução normal para o tempo transcorrido desde a cirurgia”.

Além disso, o comunicado revelou que desde 5 de outubro foram feitos na presidente “exames cardiovasculares devido ao seu histórico de hipotensão arterial”, mas que agora “não apresenta sintomas cardiovasculares”.

A presidente deu entrada no hospital para fazer exames pela noite, depois que a imprensa local especulou durante todo o dia sobre uma possível revisão médica.

A cirurgia tirou Cristina da cena política em plena campanha para as eleições legislativas do próximo domingo, nas quais o governo tentará manter a maioria parlamentar.