Cristina Kirchner se reúne com Fidel Castro e Papa Francisco

Cristina afirmou sentir como "se Che Guevara olhasse todos". É o sétimo encontro da presidente com o pontífice desde a nomeação de Mario Jorge Bergoglio

Havana – A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, se reuniu neste domingo com o histórico líder da revolução cubana Fidel Castro em sua casa em Havana, após assistir nesta manhã à grande missa que o papa Francisco oficiou na Praça da Revolução, segundo a imprensa oficial da ilha.

A presidente qualificou a missa de “emocionante” e afirmou sentir como “se Che Guevara olhasse todos”, já que na praça há uma grande imagem do guerrilheiro argentino.

Cristina fez estas declarações à imprensa cubano no Aeroporto Internacional José Martí antes de embarcar para Buenos Aires.

A presidente argentina chegou à capital cubana ontem, quando se encontrou com o presidente Raúl Castro no Palácio da Revolução.

Ela, que visita à ilha pela quarta vez desde 2009 disse que a reunião com Raúl Castro foi “muito boa” e “agradável”, e revelou que trocaram “opiniões sobre o que acontece no mundo e na região”.

Antes de se encontrar com Fidel, Cristina conversou rapidamente com o pontífice, o sétimo encontro deles desde a nomeação de Mario Jorge Bergoglio como papa.

“Pedimos o de sempre: que eu reze por ele e que ele reze por mim”, informou à imprensa cubana.