Crescimento chinês deve desacelerar por menores exportações

Governo da China confirma expectativas do mercado de que a deterioração das condições externas está afetando a segunda maior economia do mundo

Pequim – A taxa anual de crescimento das exportações chinesas desacelerou em novembro na comparação com outubro, disse nesta quarta-feira o vice-ministro do Comércio, Chong Quan, confirmando expectativas do mercado de que a deterioração das condições externas está afetando a segunda maior economia do mundo.

Uma combinação de elevadas pressões domésticas de custo e a falta de melhora nas economias europeia e norte-americana aponta para “severas” condições para os exportadores chineses no próximo ano, afirmou a autoridade de comércio exterior do Ministério do Comércio Wang Shouwen

Essas visões ganharam mais peso depois que a influente Academia Chinesa e Ciências Sociais divulgou previsões para 2012 estimando que a economia terá a expansão mais fraca em mais de uma década.

Os dados oficiais, que serão divulgados no sábado, devem mostrar que as exportações em novembro cresceram em seu menor ritmo anual em dois anos, excluindo a anômala queda em fevereiro, quando o feriado do Ano Novo Lunar reduziu a atividade.