Covid-19: Argentina cobra US$ 700 mil de jovem que viajou doente

O jovem de 21 anos sabia que estava doente e não avisou as autoridades antes de embarcar

O governo da Argentina entrou na Justiça solicitando o pagamento de 700 mil dólares de um jovem, que estava contaminado pela Covid-19 (coronavírus), e viajou em um barco com outros 404 passageiros.

Segundo o jornal El Clarín, o homem de 21 anos sabia que estava doente e não avisou as autoridades. 

O governo acionou à Justiça para pedir o ressarcimento do valor da operação que teve que ser montada para evitar o contágio dos demais passageiros. Todos os passageiros tiveram que permanecer em quarentena (14 dias) em um hotel.

Além do valor da estadia, o jovem terá que pagar pelas despesas do governo no porto, alimentação e despesas médicas. Ele também pode ser processado contra por crimes graves contra a saúde pública. 

Proibidos de sair de casa

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou nesta semana um decreto que proíbe as pessoas de saírem de casa desde a última de sexta-feira até o até o dia 31 de março. As saídas são limitadas para compra de alimentos e medicamentos. Quem precisa sair de casa precisa de uma autorização. Segundo dados do Ministério da Saúde da Argentina, o país tem 158 casos confirmados. 

As últimas notícias da pandemia do novo coronavírus