Corpo de tripulante morto em acidente de avião chega a Assunção

O corpo de Encina, contratado para acompanhar o voo que terminou em tragédia, chegou nas primeiras horas desta manhã em um avião de carga da Avianca

O corpo do tripulante paraguaio Gustavo Encina, morto no acidente de avião da companhia Lamia que caiu perto de Medellín, na Colômbia, foi entregue nesta sexta-feira a seus familiares em Assunção. O enterro está programado para o sábado de manhã.

O corpo de Encina, contratado para acompanhar o voo que terminou em tragédia, chegou nas primeiras horas desta manhã em um avião de carga da companhia aérea colombiana Avianca.

O caixão, envolto na bandeira do Paraguai, foi recebido em meio a tristeza de seus familiares e inúmeros funcionários da Direção Nacional de Aviação Civil (Dinac), onde trabalhou durante vários anos.

O avião caiu na noite de segunda-feira próximo a Medellín e provocou a morte de 71 pessoas, a maioria jogadores e diretores da Chapecoense.

Seis pessoas sobreviveram, entre eles três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.

A Chapecoense viajava para a Colômbia para disputar a partida de ida da final da Copa Sul-Americana.