Corpo de Soleimani passa por cidades do Irã para cerimônias fúnebres

Em Ahvaz, dezenas de milhares de pessoas se reuniram para prestar homenagem ao general em meio a gritos de "Morte à América"

Teerã – O corpo do general Qasem Soleimani, comandante da Força Quds, divisão de elite da Guarda Revolucionária iraniana, chegou neste domingo ao Irã, onde serão realizadas cerimônias fúnebres em várias cidades até a próxima quarta-feira.

O primeiro funeral começou na cidade de Ahvaz, no sudoeste do país e na fronteira com o Iraque. Depois disso, o corpo seria levado à cidade sagrada de Mashad, no nordeste do país, e mais tarde para Teerã.

Em Ahvaz, dezenas de milhares de pessoas se reuniram para prestar homenagem a Soleimani em meio a gritos de “Morte à América”, “Morte a Israel” e “Morte à Arábia Saudita”, conforme visto em imagens transmitidas ao vivo pela televisão estatal iraniana.

As autoridades do Irã acusaram os aliados de Washington na região, principalmente Israel e Arábia Saudita, de instigar o ataque que matou Soleiman na sexta-feira, assim como o vice-presidente das Forças de Mobilização Popular (FMP), milícia iraquiana majoritariamente xiita, Abu Mahdi al-Muhandis, e outros integrantes desse grupo.

O corpo de Al-Muhandis e o de pelo menos um dos outros mortos no ataque americano fazem parte da marcha fúnebre, pois estão misturados com os de Soleimani e ainda é necessário um teste de DNA. Depois do exame, os restos mortais dos iraquianos serão devolvidos a seu país de origem, onde ontem houve homenagens em Bagdá e outras cidades.

O funeral continuará nesta segunda-feira em Teerã, onde será realizado o funeral principal, e terminará na cidade natal do general, Kerman, no sul do país.