Coreias iniciam nova reunião sobre Jogos Olímpicos de Inverno

Reunião teve início por volta das 10h (hora local), em Peace House (Pavilhão da Paz), localizado na faixa sul da aldeia de Panmunjom

Seul – As duas Coreias iniciaram nesta quarta-feira sua segunda reunião de alto nível em pouco mais de uma semana para discutir a participação de Pyongyang nos Jogos Olímpicos de Inverno, que começarão no dia 9 de fevereiro, no condado sul-coreano de PyeongChang.

A reunião teve início por volta das 10h (hora local), em Peace House (Pavilhão da Paz), localizado na faixa sul da aldeia de Panmunjom (no coração da militarizada fronteira que divide os dois países), confirmou à Agência Efe, uma porta-voz do Ministério da Unificação da Coreia do Sul.

Esta é a segunda reunião de alto nível intercoreana em pouco mais de uma semana, depois no último dia 9, os dois países realizaram seu primeiro encontro deste tipo em dois anos e concordaram a convocação de futuras reuniões militares para evitar novos atritos e o envio de uma delegação norte-coreana para PyeongChang.

A delegação do Sul é liderada pelo vice-ministro da Unificação, Chun Hae-sung, enquanto que a do Norte, composta também por três membros, é encabeçada por Jon Jong-su, vice-diretor da entidade que administra assuntos intercoreanos no Norte.

Na sessão matinal, a Coreia do Norte notificou que também enviará uma delegação para os Jogos Paralímpicos de PyeongChang, que acontecerão entre os dias 9 e 18 de março.

Além disso, os dois lados concordaram que a participação de atletas norte-coreanos em competições oficiais de PyeongChang será determinada em conjunto ao Comitê Olímpico Internacional (COI) e o Comitê Paralímpico Internacional (CPI), com o qual a Coreia do Norte poderá estrear nos Jogos paraolímpicos de inverno.

O COI convocou para sábado uma reunião na sua sede na Suíça com os comitês olímpicos dos dois países e o Comitê Organizador dos Jogos de Inverno para determinar a participação dos atletas norte-coreanos, que precisaria de convites especiais da entidade.

Espera-se que durante a reunião, a Coreia do Norte se pronuncie sobre a proposta do Sul de desfilar unidas na abertura e encerramento do evento, como já foi feito em outras edições dos Jogos Olímpicos ou se permitirá ou não aos atletas competir oficialmente no evento.

Por outro lado, o regime norte-coreano ainda não respondeu ao pedido levantado pelo Sul na semana passada para realizar uma reunião no próximo mês entre famílias separadas pela guerra entre os dois países (1950-1953), e que terminou com um cessar-fogo, ao invés de um tratado de paz.

Nesse sentido, o vice-ministro da Unificação da Coreia do Sul já indicou na véspera que, dada a proximidade dos Jogos, é muito provável que as conversas de hoje se concentrem apenas na esfera esportiva.