Coreia do Sul amplia zona aérea em resposta à China

Medida responde criação de Zona de Defesa de Identificação Aérea por China

Seul, 8 dez (EFE).- A Coreia do Sul anunciou hoje a ampliação de sua Zona de Defesa de Identificação Aérea (ADIZ, em inglês) em resposta à recente criação por parte da China de outro perímetro similar reportado como espaço controlado há anos pelo Governo de Seul.

A ADIZ foi ampliada em direção sul e inclui agora espaço aéreo sobre o Ieodo (Rocha de Suyan, em chinês), uma ilhota submersa sobre o qual Seul exerce um controle de fato ao ter instalado ali uma plataforma de pesquisa científica, mas que o Governo chinês considera parte de sua Zona Econômica Exclusiva (ZEE).

No dia 23 de novembro a China anunciou a criação de uma nova ADIZ, o que gerou protestos enérgicos de Coreia do Sul e Japão, já que a zona se sobrepõe às de ambos os países e abrange Ieodo e também as ilhas Senkaku/Diaoyu (administradas por Tóquio, mas reivindicadas por Pequim). EFE