Coreia do Norte rejeita negociação sobre programa nuclear

Coreia do Norte rejeitou a ideia de retomar as conversas para encerrar seu programa nuclear e reiterou exigência de que EUA estejam na mesa de negociações

Seul – A Coreia do Norte rejeitou neste sábado a ideia de retomar as conversas para encerrar seu programa nuclear, afirmando que as tentativas anteriores resultaram em fracassos e reiterando sua exigência de que Washington esteja presente na mesa de negociações para um tratado de paz.

O comunicado do Ministério das Relações Exteriores norte-coreano foi emitido um dia depois de o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a presidente sul-coreana, Park Geun-hye, terem dito em Washington estarem abertos a negociar com a Coreia do Norte sobre as sanções internacionais, mas que Pyongyang precisaria para isso demonstrar seu compromisso em abandonar suas ambições nucleares.

“Se os EUA insistirem em negociações numa direção diferente, a península da Coreia vai somente ver nosso ilimitado poderio nuclear fortalecido ainda mais”, afirmou o Ministério das Relações Exteriores norte-coreano em seu comunicado.

As Coreias do Norte e Sul permanecem tecnicamente em guerra sob uma trégua assinada em 1953 com a participação dos EUA, que liderava as forças da ONU a favor do Sul, e da China, que lutava ao lado do Norte.

A Coreia do Norte disse que apenas um tratado de paz com Washington seria capaz de permanentemente resolver o conflito na península da Coreia.

Obama disse que os EUA estavam abertos a negociações que possam levar ao alívio das sanções impostas ao Norte, assim como foi feito em relação ao Irã, país que alcançou um acordo com outras potências mundiais em julho.