Coreia do Norte rejeita “diálogo humilhante” com EUA

O país declarou que só negociará se Washington abandonar sua "política hostil" e as ameaças nucleares

Seul – A Coreia do Norte rejeitou nesta terça-feira um “diálogo humilhante” com os Estados Unidos, e declarou que só negociará se Washington abandonar sua “política hostil” e as ameaças nucleares.

“Não nos opomos ao diálogo, mas não podemos nos sentar frente a frente na humilhante mesa de negociações com um interlocutor que agita uma ameaça nuclear”, indicou um porta-voz do ministério das Relações Exteriores em um comunicado enviado à agência de notícias oficial.

“Enquanto os Estados Unidos prosseguirem com sua política hostil e sua chantagem nuclear, só poderá existir um diálogo sincero quando a Coreia do Norte tiver totalmente preparada sua dissuasão nuclear para impedir uma guerra nuclear”, completou o porta-voz.

O comunicado é uma resposta ao pedido de diálogo feito na segunda-feira pelo secretário de Estado americano, John Kerry, para reduzir a tensão na Península Coreana das últimas semanas.

“Estados Unidos seguem aberto a negociações honestas e confiáveis sobre a desnuclearização, mas bola está no campo de Pyongyang”, disse Kerry na segunda-feira em Tóquio.