Coreia do Norte presta homenagem ao fundador do país

À meia-noite, Kim Jong-Un, cercado por militares, visitou o Palácio do Sol de Kumsusan, onde está o corpo de Kim Il-Sung

Seul – A Coreia do Norte recordou nesta quarta-feira o aniversário de nascimento de Kim Il-Sung, o avô do atual dirigente Kim Jong-Un, que visitou o mausoléu onde o corpo do fundador do país está embalsamado.

À meia-noite, Kim Jong-Un, cercado por militares, visitou o Palácio do Sol de Kumsusan, onde está o corpo do fundador do regime norte-coreano, a única dinastia comunista da história.

O mesmo palácio também abriga o corpo embalsamado de Kim Jong-Il, pai do atual dirigente, falecido em 2011, que foi o sucessor de Kim Il-Sung.

Os aniversários de nascimento e morte de Kim Jong-Il e Kim Il-Sung são dias de festividade oficial na Coreia do Norte.

“Kim Jong-Un, assim como os demais visitantes, prestaram homenagem a Kim Il-Sung com a mais humilde das reverências”, afirma a agência oficial KCNA.

Kim Il-Sung morreu vítima de um ataque cardíaco em 1994. O aniversário de seu nascimento é conhecido no país como o Dia do Sol.

A organização Human Rights Watch aproveitou a data para descrever Kim Il-Sung como um ditador que “aniquilou” a liberdade no país.

“Kim Il-Sung fundou um reino baseado na violação impiedosa dos direitos humanos, na repressão das vozes independentes, no controle da economia e da sociedade, que a longo prazo leva às privações e a uma fome generalizada”, disse Phil Robertson, o subdiretor para a Ásia da ONG.