Coreia do Norte pode reativar reator nuclear em dois meses

Uma vez operacional, o reator poderá produzir pelo menos 6 kg de plutônio por ano, com potencial para fabricar armas nucleares

Washington – A Coreia do Norte pode reativar um dos reatores nucleares da central de Yongbyon em um ou dois meses, o que permitiria ao regime acelerar seu programa de armamento atômico, afirmou nesta segunda-feira um centro de estudos da Johns Hopkins University, nos EUA.

Com base em fotos tiradas por satélite entre 16 e 22 de maio, o Instituto EUA-Coreia da “Paul H. Nitze School of Advanced International Studies” (SAIS) declarou que Pyongyang fez “avanços reais” nessa central, especialmente no reator com potência de 5 MW.

“Em um ou dois meses, esse reator poderá voltar a funcionar, mas a disponibilidade de novas barras de combustível ainda não é segura”, afirmou o instituto em seu blog “38 North”.

“Uma vez operacional, o reator poderá produzir pelo menos 6 kg de plutônio por ano, com potencial para fabricar armas nucleares”, completa o instituto.

Essas novas imagens foram publicadas no momento em que as relações entre os países ocidentais e o regime norte-coreano estão menos tensas, depois que Pyongyang realizou um terceiro teste nuclear, em fevereiro, e após ter ameaçado os EUA.