Coreia do Norte e Rússia se aproximam para possível cúpula

A agência de notícias da Coreia do Norte informou que membros do regime estão na Rússia, enquanto uma comissão russa visita Pyongyang

Seul – Funcionários norte-coreanos viajaram nesta segunda-feira à Rússia, que, por sua vez, enviou uma delegação à Coreia do Norte, informou a agência de notícias do regime de Kim Jong-un, “KCNA”, em um momento de grande expectativa sobre a possibilidade de que os dois países realizem uma cúpula de líderes em breve.

De acordo com a “KCNA”, o vice-diretor de Departamento de Assuntos Internacionais do Partido dos Trabalhadores norte-coreano (o único que existe), Ryu Myong Son, lidera o grupo que partiu para a Rússia. O site da agência não deu mais detalhes, mas, em uma nota separada, informou que uma delegação do Ministério das Relações Exteriores da Rússia chegou a Pyongyang hoje.

As duas viagens poderiam ser uma espécie de preparação para o anúncio oficial da realização de uma reunião entre o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, que também deve se reunir em breve com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para continuar debatendo o processo de desnuclearização do regime.

Na semana passada, o assessor do Kremlin para Assuntos Internacionais, Yuri Ushakov, indicou que Putin prevê se reunir com Kim até o fim do ano e acrescentou que “diversas opções” estão sendo ventiladas, mas disse que ainda não existe data nem local para a realização do encontro.

Em setembro, Putin convidou Kim para ir à Rússia quando ele considerasse oportuno.