Coreia do Norte busca tom amistoso com a Coreia do Sul

A Coreia do Norte tenta minimizar o seu isolamento ao enviar uma delegação para os Jogos Olímpicos de Inverno, que acontecem em fevereiro na Coreia do Sul

A Coreia do Norte tenta minimizar o seu isolamento do país ao enviar uma delegação para os Jogos Olímpicos de Inverno, que acontecem em fevereiro na Coreia do Sul. A abertura do líder Kim Jong-un para uma trégua interessou os sul-coreanos. Ficou marcada para a próxima semana uma reunião de urgência entre os dois países na zona desmilitarizada que há entre eles, na cidade de Panmunjon.

O chamamento da Coreia do Norte para o diálogo com o Sul fez o presidente Donald Trump se pronunciar. Em seu Twitter, Trump escreveu que a iniciativa é um sinal de que as sanções econômicas e políticas contra o país estão surtindo efeito. Porém, ele também fez um alerta de que ainda não é possível saber se essa vontade de estabelecer uma conversa bilateral pode ser considerada uma boa notícia ou não.

Este seria o primeiro encontro entre os líderes vizinhos desde que o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, assumiu o cargo, em maio do ano passado. A Coreia do Sul é uma histórica defensora do diálogo com o Norte, mesmo com os Estados Unidos elevando o tom bélico sobre as negociações na região. Ao anunciar o interesse em enviar atletas para os jogos (estão classificados dois patinadores no gelo), no dia 1º de janeiro, Kim Jong-un também cutucou os americanos, ao avisar que “sempre há um botão para ativar armas nucleares em meu escritório”.

A mensagem de ano novo da Coreia do Norte revelou também a ambição do país para 2018: produzir ogivas nucleares e mísseis em massa. O país afirmou que atingiu as metas de produção para 2017 e garantiu que as armas conseguem atingir qualquer ponto do território americano. O líder norte-coreano já demonstrou seu interesse em desfazer a aliança entre Coreia do Sul e Estados Unidos e trazer seu vizinho mais para perto. Adotar o discurso do espírito olímpico é o primeiro passo de uma jogada para derrotar seu principal adversário.