Coreia do Norte ameaça Seul em caso de envio de panfletos

A Coreia do Sul afirmou imediatamente que responderia a qualquer ataque norte-coreano

Seul – A Coreia do Norte ameaçou nesta quinta-feira a Coreia do Sul com um ataque militar se opositores ao regime de Pyongyang lançarem panfletos políticos sobre seu território na próxima semana.

“Ao menor movimento vinculado (a este projeto) de lançar panfletos (…), as unidades da Frente Oeste lançarão sem aviso prévio um ataque militar sem piedade”, advertiu o Exército popular da Coreia do Norte em um comunicado.

A Coreia do Sul afirmou imediatamente que responderia a qualquer ataque norte-coreano.

“Se isto ocorrer, responderemos atacando ali onde estiver a origem dos disparos”, declarou o ministro sul-coreano da Defesa, Kim Kwan-Jin, citado pela agência de notícias sul-coreana Yonhap.

Desertores norte-coreanos anunciaram sua intenção de enviar no dia 22 de outubro às 11h30 (23h30 do dia 21 de outubro, horário de Brasília) através da fronteira perto da cidade de Paju, 60 km ao norte de Seul, balões carregando panfletos.

O exército norte-coreano, citado pela agência oficial KCNA, aconselhou os moradores da região a “evacuar em previsão de eventuais danos”. “Os arredores serão alvo de disparos diretos do Exército Popular da Coreia”, disse o comunicado.

Os militantes contrários ao regime de Pyongyang enviam regularmente em direção ao Norte panfletos de propaganda denunciando o caráter autoritário deste regime e convocando os norte-coreanos a se rebelar.