Contração na zona euro desacelera em dezembro

O resultado é um sinal, para os analistas, de que talvez o pior já tenha passado

Bruxelas – A contração da atividade do setor privado na zona euro desacelerou levemente em dezembro, em particular nos serviços, segundo uma primeira estimativa do índice PMI publicado nesta sexta-feira, um sinal, para os analistas, de que talvez o pior já tenha passado.

O índice PMI chegou a 47,3 pontos em dezembro, seu nível mais alto em nove meses, frente a 46,5 de novembro, segundo a empresa Markit que o elabora. Este resultado supera os 46,9 que previam os analistas, recorda Ben May, do Capital Economics.

Um índice PMI superior a 50 pontos significa que a atividade cresce, enquanto que se contrai quando é inferior.

Na indústria da manufatura, o índice de recuo se mantém, no entanto, sem alterações em relação ao de novembro, o mais baixo em sete meses: 46,3 frente 46,2.

Mas nos serviços, o recuo da atividade é o mais baixo desde junho: 47,8 contra 46,7 em novembro.