Conservadores sofrem grave derrota nas eleições britânicas

Os resultados da Escócia e da acirrada disputa pela prefeitura de Londres devem ser divulgados no fim da tarde

Londres – Os conservadores e liberais democratas, no poder desde 2010, devem sofrer uma grave derrota nas eleições locais na Grã-Bretanha para a oposição trabalhista, segundo os primeiros resultados.

O Partido Trabalhista assumiu o controle de mais de 20 conselhos municipais de um total de 181 em disputa, entre eles o de Birmingham, a segunda maior cidade do país, de Liverpool e Cardiff, segundo os resultados divulgados após a apuração de mais da metade dos votos na Inglaterra e no País de Gales.

Os resultados da Escócia e da acirrada disputa pela prefeitura de Londres devem ser divulgados no fim da tarde.

Em todo o país, os trabalhistas podem obter 39% dos votos, uma alta de três pontos, contra 31% para os conservadores, em baixa de quatro pontos, segundo estimativas da BBC.

Em Londres, o excêntrico conservador Boris Johnson aparece como o favorito contra o antecessor trabalhista, Ken Livingstone, e outros cinco candidatos.

O duelo entre Johnson e Livingstone, conhecidos em todo o país, relegou ao segundo plano os outros candidatos a comandar a capital financeira da Europa.

Johnson, que encerra o primeiro mandato de quatro anos no cargo, tinha de quatro a 12 pontos de vantagem nas pesquisas sobre o rival, conhecido como ‘Kenny o Vermelho’ por representar a ala mais esquerdista dos trabalhistas.

Uma nova vitória de Johnson daria um pouco de alento ao primeiro-ministro David Cameron, que passa por um momento difícil, com o Reino Unido em recessão e pelas suspeitas sobre o ministro da Cultura, Jeremy Hunt, por seus estreitos vínculos com o grupo de Rupert Murdoch.