Conheça os benefícios do ecoturismo para as comunidades locais

O objetivo principal do ecoturismo é neutralizar os efeitos negativos do desenvolvimento humano

São Paulo – Uma pessoa socialmente responsável provavelmente vai querer tornar o mundo um pouco melhor. Mesmo quando estiver viajando, o turista pode tentar visitar áreas menos desenvolvidas, onde o recurso usado durante seu passeio pode ajudar a economia local prosperar.

Outra maneira de ajudar é doando um pouco de seu tempo para a comunidade, sendo voluntário por exemplo. O objetivo idealista do ecoturismo é melhorar o mundo através de viagens responsáveis fazendo com que os viajantes ofereçam reais benefícios para as comunidades locais.

Conservação

O objetivo principal do ecoturismo é neutralizar os efeitos negativos do desenvolvimento humano. Pessoas que vivem nas cidades, muitas vezes optam por visitar florestas intocadas, montanhas e praias para desfrutar de sua beleza.

Como as comunidades locais começam a ver seus recursos naturais como fontes de renda do turismo, elas podem trabalhar mais para proteger esses recursos. Em muitos casos, os moradores encontram trabalho como guias turísticos e descobrem que seus empregos dependem de esforços de conservação local.

Financiamento do governo

Quando o ecoturismo cresce em uma área, o governo local, muitas vezes, reconhece o “boom” econômico e procura mantê-lo. Na Costa Rica, por exemplo, a popularidade do ecoturismo levou à criação de vários parques nacionais e reservas, que estabeleceu um corredor da vida selvagem protegido. 


Por sua vez, os governos devem ter fundos para manter seus parques e manter caçadores, caçadores furtivos e madeireiros fora destes locais. Em Madagascar, a infraestrutura precária, a instabilidade governamental e a necessidade das comunidades locais para o alimento e madeira dentro das fronteiras do Parque Nacional Masoala têm limitado o sucesso do mesmo.

Empresas locais

Além de guias turísticos, uma gama de empresas locais se beneficiam com o ecoturismo. Artesãos, moradores regionais e donos de restaurantes fornecem serviços que ajudam o turista a descobrir características locais.

Um estudo realizado em 2003 sobre as comunidades da Costa Rica mostrou que quando o ecoturismo impulsiona a economia, as pessoas param de cortar as árvores porque elas estão simplesmente ocupadas demais atendendo os turistas.

O mesmo estudo, no entanto, descobriu que uma mudança de comportamento não indica necessariamente uma maior consciência ambiental. Uma vez que a economia local alcança o sucesso, o desenvolvimento começa a ameaçar os recursos naturais.

Intercâmbio cultural

O mesmo estudo da Costa Rica descobriu que pessoas com mais instrução eram menos prováveis ​​de serem ambientalmente destrutivas. Na verdade, a educação e a conscientização podem ser os verdadeiros benefícios do ecoturismo e proporcionar um efeito mais duradouro.

Os ecoturistas acabam conhecendo pessoas que vivem mais de perto da natureza e podem aprender com eles a viver de maneira mais simples. Enquanto isso, os moradores ganham fundos e a capacidade de buscar mais educação, dando-lhes uma melhor compreensão das questões mundiais, como o ambientalismo. Através do intercâmbio cultural, ambas as partes se beneficiam.