Congressso dos EUA tenta negociar fim de paralisação federal

Trump convidou os principais líderes democratas e republicanos do Congresso para a Casa Branca para discutir a segurança nas fronteiras

Washington – O Congresso norte-americano deve se reunir nesta quarta-feira sem nenhum sinal de um plano viável para acabar com uma paralisação parcial de 12 dias de cerca de um quarto do governo dos Estados Unidos, enquanto o presidente Donald Trump permanece firme com sua demanda de 5 bilhões de dólares para fundos de fronteira.

Tanto o Senado como a Câmara dos Representantes, retornando de uma breve pausa para o feriado de Ano Novo, se reunirão brevemente no último dia de um Congresso controlado por Republicanos em 2017 e 2018, que foi marcado por uma profunda divisão partidária.

Separadamente, Trump convidou os principais líderes democratas e republicanos do Congresso para a Casa Branca nesta quarta-feira, para o que fontes do Congresso descreveram como um “briefing” de segurança nas fronteiras.

Na quinta-feira, quando os democratas assumirem a Câmara no Congresso para 2019 e 2020, eles planejam aprovar um pacote de gastos em duas partes para acabar com a paralisação. Mas suas perspectivas desagradam o Senado republicano, que já aprovou medidas semelhantes no plenário ou no comitê, mas que desde então se ajustou às exigências de Trump para financiar um muro na fronteira entre os EUA e o México.

A legislação prepara o terreno para a primeira grande batalha do novo Congresso entre os democratas da Câmara liderados por Nancy Pelosi e pelo líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell.