Congresso venezuelano rejeita se subordinar à Constituinte

A maioria opositora aprovou uma rejeição ao decreto emitido pela Constituinte no dia anterior, em que ela se declarou acima de outros poderes

Caracas – A Assembleia Nacional da Venezuela, que é dominada pela oposição ao governo de Nicolás Maduro, rejeitou se subordinar à Assembleia Constituinte nesta quarta-feira.

A maioria opositora aprovou, sem a presença dos deputados governistas, uma rejeição ao decreto emitido pela Constituinte no dia anterior, em que ela se declarou acima de outros poderes.

“Desconhecemos a Constituinte como um todo”, disse o deputado opositor Juan Pablo Guanipa, durante a sessão, onde disse que Maduro usa a reforma na Constituição como um “pretexto” para “fazer o que lhe vem à cabeça”.

O deputado Williams Dávila afirmou que “não nos rendemos e jamais iremos nos render”, ao descartar que a oposição irá ceder à Assembleia Constituinte.

O segundo-vice presidente da Constituinte, Isaías Rodríguez, defendeu as medidas tomadas na terça-feira e disse a uma rádio local que o que se busca com o processo de reforma na Constituição é uma atualização da carta magna e a superação de “alguns problemas na economia, que matam o povo com uma inflação induzida”. Fonte: Associated Press.