Congresso negocia lei contra homofobia

Senadora Marta Suplicy afirma que discute mudanças no projeto que torna crime a discriminação sexual

São Paulo – A discussão do projeto de lei que transforma em crime a homofobia voltou a ganhar força no Congresso. De acordo com a senadora petista Marta Suplicy, os parlamentares negociam uma saída para reduzir a resistência da bancada evangélica à proposta.

Em entrevista coletiva neste domingo (26/6), antes da 15ª Parada Gay de São Paulo, Marta afirmou que uma das mudanças poderá ser um novo número para o projeto, sem alterar seu conteúdo. O atual é conhecido como PLC 122 e está em discussão há vários anos no Congresso.

A senadora argumentou que a mudança dizendo que esta é uma forma de os parlamentares evangélicos se justificarem perante seus fiéis.

Outro ponto que pode ser alterado é a redação do artigo 20. Segundo Marta, o novo artigo pode condenar apenas aqueles que induzirem à violência contra os homossexuais. De acordo com a Agência Estado, Marta considerou a idéia “um meio termo nessa questão.”