Congresso dos EUA aprova plano orçamentário para evitar paralisação

A Casa Branca anunciou que Trump ratificará o projeto, que inclui US$ 1.375 bilhão para o muro, longe dos US$ 5,7 bilhões exigidos por ela

Washington – O Congresso dos Estados Unidos aprovou na noite de quinta-feira, 24 horas antes do esgotamento dos fundos, um projeto de lei de orçamentos que, se ratificado pelo presidente Donald Trump, evitará um novo fechamento parcial administrativo a partir de amanhã.

A Câmara dos Representantes aprovou o projeto por 300 a 128 votos, após a votação anterior ocorrida no Senado, com 83 a favor e 16 contra.

A Casa Branca anunciou que Trump ratificará o projeto, que inclui US$ 1.375 bilhão para o muro, longe dos US$ 5,7 bilhões exigidos ao Congresso e que forçaram o fechamento administrativo anterior, o mais longo da história dos EUA, que durou 35 dias, entre dezembro e janeiro.

Trata-se de um projeto orçamentário de US$ 333 bilhões, acordado entre democratas e republicanos que servirá para financiar um quarto da administração até o outono.

Trump acompanhará o projeto de orçamentos de uma declaração de emergência nacional, segundo antecipou a Casa Branca, onde pretende financiar o muro após as negativas recebidas do Congresso em seus dois anos no poder.

“O presidente Donald Trump assinará a lei orçamentária do governo e, como já disse, tomará outras medidas executivas – incluindo a declaração de emergência nacional – para garantir um fim à crise humanitária e de segurança na fronteira”, afirmou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, em comunicado. EFE