Congresso dos EUA alcança acordo para evitar fechamento parcial do governo

Os parlamentares aprovaram o orçamento de US$ 1 trilhão para as agências federais, faltando 28 horas para o fim do prazo

Washington – Os negociadores do Congresso dos Estados Unidos assinaram nesta quinta-feira um acordo sobre o orçamento de US$ 1 trilhão para as agências federais, faltando 28 horas para o fim do prazo que teria provocado o fechamento parcial do governo.

Após abandonar as propostas de restrição das viagens de cidadãos cubano-americanos a Cuba e uma disposição de menor importância relacionada à supervisão das operações financeiras, os membros da Câmara de Representantes e os comitês de Dotações do Senado deram sua aprovação final ao plano após quatro dias de negociações.

O acordo estava atrelado à reivindicação do presidente Barack Obama de prorrogar os cortes de impostos, que vencem no final deste mês.

Em novembro, o Congresso aprovou os orçamentos para as agências encarregadas das áreas de agricultura, comércio, justiça, transporte e habitação, mas não encontraram consenso sobre as prioridades e deixaram pendentes nove projetos de lei orçamentários para as agências federais.

Não é a primeira vez que o Congresso precisa recorrer a medidas temporárias para manter o governo em funcionamento.

A última vez que o Congresso aprovou os 12 projetos de lei orçamentários sem remendos de emergência foi há 15 anos.

Nesta quinta-feira, a Casa Branca aplaudiu a disposição de democratas e republicanos no Congresso para resolver suas disputas sobre a prorrogação dos cortes de impostos.

Se o Congresso não aprovar a extensão dos cortes de impostos, estes aumentarão de 4,2% para 6,2% a partir de 1º de janeiro de 2012.