Congresso do Peru decide futuro do presidente

Kuczynski anunciou que não renunciará mesmo após ser conhecido que ele recebeu centenas de milhares de dólares da Odebrecht

Lima – O Congresso peruano, que é dominado pela oposição, irá se reunir nesta quinta-feira para decidir o futuro político do presidente Pedro Pablo Kuczynski, que anunciou que não renunciará mesmo após ser conhecido que ele recebeu centenas de milhares de dólares da Odebrecht.

De acordo com a lei peruana, para remover Kuczynski do cargo são necessários 87 votos dos 130 legisladores do Congresso unicameral. No momento, os cinco partidos da oposição, liderados pelo grupo de Keiko Fujimori, somam cerca de 95 votos.

O trâmite começa com uma proposta assinada por 26 parlamentares.

Na próxima sessão, outros 52 devem assinar a admissão do pedido de impeachment e, em seguida, a sessão plenária do Parlamento deve concordar no dia em que o pedido será votado para remover Kuczynski do poder, que deve sair quase uma semana depois. Fonte: Associated Press.